EDUCAÇÃO INFANTIL E O BRINCAR HEURÍSTICO

Drika Scarleth de Moura Camargo Ferreira

Resumo

O artigo objetiva apresentar a abordagem do Brincar Heurístico, discorrendo sobre as contribuições da brincadeira livre com objetos não estruturados ou de largo alcance para as crianças bem pequenas em ambientes de vida coletiva, por meio de propostas que promovam a exploração, descoberta e autonomia, como o brincar heurístico, o cesto dos tesouros e a importância no trabalho do educador no contexto da creche. As instituições para o cuidado e educação das crianças pequenas surgiram por meio de uma necessidade bastante semelhante a que temos hoje. Como consequência disso, as crianças pequenas são colocadas sob o cuidado de creches e pré-escolas antes mesmo da obrigatoriedade prevista por Lei. A responsabilidade dos educadores é grande, pois a maioria das crianças passa mais tempo com eles do que com os pais. Em algumas escolas de educação infantil, embora atualmente as discussões e reflexões acerca da qualidade a ser oferecida estejam em foco ainda esbarram em concepções ultrapassadas, práticas escolarizantes e conteudistas que não valorizam o brincar como essência da infância, ficando visível a contenção de corpos. Neste trabalho buscamos refletir sobre o brincar. Não o brincar como um fim pedagógico específico, mas o brincar livre como espaço de criação, liberdade e autonomia.

Palavras-Chave: 

Brincar Heurístico; Educação Física; Cesto dos tesouros.

PDF_ico.png