AS PRÁTICAS DE LEITURA EM UMA CLASSE HOSPITALAR

Ligiane Oliveira dos Santos, Luciana da Silva Souza, Josiane Lima dos Santos Silva, Joana Dark Jurema Oliveira Silva

Resumo

As possibilidades de atuação do pedagogo em ambientes não escolares têm sido cada dia mais evidentes. Hospitais, empresas, ONGs, igrejas e associações buscam, com frequência, por esse tipo de profissional. A pedagogia hospitalar realiza o acompanhamento pedagógico de crianças que se encontram hospitalizadas e que, por isso, não podem frequentar a escola regular. Nesse sentido, observa-se, assim, que a leitura pode ser uma grande aliada do professor que precisa desenvolver práticas pedagógicas que auxiliem no desenvolvimento das crianças atendidas e tem como relevância da temática em questão torna-se necessário refletir sobre a atuação do pedagogo em espaços não escolares, as particularidades do acompanhamento pedagógico desenvolvido em ambientes não escolares, a importância da leitura nesse ambiente e a possibilidade de articular temática e conteúdos pertencentes aos diferentes componentes curriculares em tais práticas. O artigo tem como objetivo refletir sobre a atuação do pedagogo na proposição de vivências em diferentes espaços de aprendizagem. Busca-se uma a revisão bibliográfica de autores que abordam sobre o assunto.

Palavras-Chave: 

Leitura; Práticas Pedagógicas; Pedagogia Hospitalar.

PDF_ico.png