A IDENTIDADE DOCENTE E A SUA RELAÇÃO COM OS SABERES DOS PROFESSORES E COM A CULTURA ESCOLAR

Vitor Sacomano de Oliveira

O objetivo geral do presente artigo é analisar o tema da “identidade docente”, entrelaçando-o com algumas temáticas caras ao campo da educação: “cultura escolar” e “saberes dos professores”. Parte-se do pressuposto, de que a “identidade docente” não é apenas um “valor moral (abstrato)” intrínseco à função que os professores e a educação escolar possuem no imaginário social, como sendo importantes para a formação de seres humanos e de desenvolvimento do país; mas, principalmente, advinda da prática do docente, produzida por “saberes da prática (experiência)” diária desse profissional dentro de uma realidade social determinada, na troca entre os sujeitos sociais e instituições sociais (Governo e Escola) envolvidas nesse processo, fazendo parte de uma “cultura escolar” específica a cada ambiente escolar. Os objetivos específicos são: contextualizar, com base na literatura da área, os conceitos de “cultura escolar” e de “saberes dos professores” e o que estes podem contribuir para o entendimento da “identidade docente”, objetivo principal desse texto. Feita a análise, verificou-se, com base na literatura da área, que a “identidade docente” é construída na sua relação com os “saberes dos professores”, principalmente, os “saberes da experiência”, e com a “cultura escolar”.

RESUMO:

Palavras-Chave: 

Identidade docente; Saberes dos professores; Cultura escolar; Escola.

Baixar texto completo

PDF_ico.png