A ESCOLA COMO ESPAÇO PLURAL NA CONSTRUÇÃO DE ARTEFATOS PARA A EDUCAÇÃO INCLUSIVA

Iara Maria Soares Costa da Silveira

Túlio de Oliveira Ruas

A docência no Brasil enfrenta múltiplos desafios no exercício profissional, o que gera reflexos no âmbito educacional, sobretudo na Educação Especial Inclusiva, que carece de profissionais habilitados para exercerem um processo educativo de qualidade, garantindo o acesso ao aprendizado e a permanência dos discentes com Necessidades Educacionais Especiais - NEE nas escolas, proporcionando aos mesmos o atendimento no ensino regular comum. Sendo assim, a Universidade Estadual de Montes Claros–UNIMONTES, associada à Coordenação de Pessoal de Nível Superior–CAPES inseriram nas licenciaturas o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência – PIBID; na Unimontes tem como propósito a valorização da carreira docente e a interação entre escolas e universidade, mediando teoria e prática no ambiente escolar, o que possibilita aos acadêmicos novas vivências, ganhos pedagógicos e metodológicos nos conteúdos estudados, contribuindo na capacitação do futuro profissional. A Geografia, ciência interdisciplinar é imprescindível na formação de cidadãos críticos e inteirados do meio em que vivem, contribuindo para o bem comunitário. O objetivo deste estudo é destacar as ações do Subprojeto Geografia – Educação para à Promoção da Saúde, em uma Escola Estadual de Montes Claros/MG, na Sala de Recursos Multifuncionais e as contribuições para os estudantes e acadêmicos bolsistas integrados ao PIBID.

RESUMO:

Palavras-Chave: 

PIBID; Geografia; Educação Inclusiva; Sala de Recursos Multifuncionais.

Baixar texto completo

PDF_ico.png