ACOMPANHAMENTO DAS CONCEPÇÕES ACERCA DO CONHECIMENTO CIENTÍFICO DURANTE A FORMAÇÃO INICIAL DE ACADÊMICAS DO CURSO DE PEDAGOGIA

Roberta Dall Agnese da Costa

Ana Cláudia Reis de Oliveira

Graziane Silveira Dutra

Laiane Moschen Branco

Larissa Moraes dos Santos

Luana Antonioli

Tomando a pesquisa como princípio pedagógico e a educação científica como tema, este artigo aborda uma investigação acerca da progressão das concepções sobre o conhecimento científico durante um período da formação inicial de acadêmicas do curso de Pedagogia. Neste contexto, a investigação que gerou este artigo ocorreu durante um semestre acadêmico, com uma turma de quarto semestre composta por oito acadêmicas. Delas, seis acompanharam toda a disciplina, participando dos momentos de formação e por isso constituem-se como participantes da pesquisa. Em paralelo a execução das aulas também ocorreram coletas de dados, sob a forma de questionários, com o objetivo de acompanhar a progressão das concepções das acadêmicas acerca do conhecimento científico. O questionário era composto por cinco questões abertas (dissertativas) e foi aplicado em três momentos do calendário letivo: no início, na metade e no final. Por se tratar de uma pesquisa qualitativa, para análise dos dados seguiu-se um protocolo composto por três etapas: I - Pré-análise; II - Exploração do material; e III - Tratamento dos resultados. Dentre os principais resultados desta pesquisa, em relação à concepção de ciência observou-se uma ampliação da definição no decorrer do semestre: de estudo dos seres vivos para estudo baseados em pesquisas e experiências. No que se refere à definição de conhecimento observa-se incialmente o predomínio da ideia de que a ciência é algo restrito (para poucos) que confere um domínio intelectual. Já na coleta de dados final, a ideia predominante entende o conhecimento científico como algo que lida com fatos cotidianos, observações, hipóteses, questões e análise de dados e, portanto, acessível a todos. Na mesma direção, quando questionadas sobre a interferência da ciência em seu cotidiano, na coleta inicial, o predomínio das concepções compreendia que ela interfere apenas a respeito de assuntos complexos. Já na coleta final, nota-se o predomínio da ideia de que a ciência está em tudo que nos rodeia. Em relação a importância atribuída ao ensino de ciências nos Anos Iniciais, as acadêmicas, no contexto final, observaram que, para além de promover uma compreensão do mundo, o ensino de ciências nos anos iniciais possibilita o desenvolvimento do pensamento crítico das crianças, principalmente no que se refere às habilidades de elaborar questionamentos. Em suma, observa-se um movimento cognitivo das acadêmicas durante o semestre no sentido da prevalência de concepções mais elaboradas para os conceitos analisados.

RESUMO:

Palavras-Chave: 

Concepções; Conhecimento científico; Formação inicial; Pesquisa em sala de aula.

Baixar texto completo

PDF_ico.png