GALERIA A CÉU ABERTO:
ARTE URBANA COMO RESGATE SOCIAL E VALORIZAÇÃO CULTURAL

Leliana Pereira da Silva Cardoso

A partir de experiências de coletivos culturais no bairro de São Mateus na região periférica da zona leste da cidade de São Paulo: se propõe a investigação da gestão comunitária de uma Galeria a Céu Aberto de graffiti que percorre ruas e vielas transformando territórios marcados pela exclusão social. A pesquisa propõe uma análise sobre este contexto, na intenção de colaborar com o estudo e a prática em planejamento, ocupação e intervenção territorial com o foco em mostrar como o graffiti pode contribuir com a transformação social.

RESUMO:

Palavras-Chave: 

Coletivos culturais; Graffiti; Território; Gestão comunitária; Políticas públicas; Transformações sociais.

Baixar texto completo

PDF_ico.png