O LUGAR DO BRINCAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL:
POSSIBILIDADES DE ENSINO APRENDIZAGEM

Nivia Maria Orneles Penha Ramos

Este artigo apresenta a reflexões sobre a contribuição do brincar na Educação Infantil. O uso de jogos e brincadeiras na educação é um consenso na atualidade e sua relevância está expressa nos documentos curriculares para a Educação Infantil. Contudo, o lugar do brincar na educação ainda gera discussões e controvérsias. O desafio consiste em destacar a prática lúdica no processo de ensino aprendizagem. A Educação Infantil, por muito tempo foi uma modalidade voltada apenas aos cuidados com as crianças, mas que vem sendo reinventada diante da constatação de que a criança é um ser social que aprende vivenciando experiências, sendo o brincar parte fundamental de seu desenvolvimento e da construção de aprendizagens. O objetivo geral do estudo é apresentar a contribuição do brincar na aprendizagem a partir dos estudos das neurociências que possibilitam a compreensão do funcionamento do cérebro. O presente estudo bibliográfico partiu dos documentos curriculares para a Educação Infantil e constatou que na educação infantil o jogo e a brincadeira são recursos relevantes para a aprendizagem das crianças pequenas, contudo é preciso qualificar os profissionais que atuam nessa modalidade para ampliar seus conhecimentos e oferecer um processo educativo lúdico.

RESUMO:

Palavras-Chave: 

Educação; Ludicidade; Neurociencia.

Baixar texto completo

PDF_ico.png