O JOGO NA EDUCAÇÃO INCLUSIVA COMO CONTRIBUIÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO MOTOR E COGNITIVO DA CRIANÇA COM DEFICIÊNCIA

Simone dos Santos Milani

Este artigo reflete acerca da importância e necessidade do jogo para o desenvolvimento de crianças com deficiência, como ferramenta de desenvolvimento e agente facilitador desse processo, além de ressaltar os benefícios que pode oferecer ao desenvolvimento dessas crianças, demostrando aspectos relevantes para seu bem estar e melhoria da qualidade de vida, apropriando-se do universo do lúdico como forma de estimular e possibilitar o desenvolvimento por meio da motivação e envolvimento em atividades corriqueiras, assim como viabilizar maior autonomia em situações do cotidiano. Por intermédio dos jogos, brincadeiras e atividades lúdicas, a criança pode exercer suas potencialidades, explorando o universo que a cerca de maneira natural e criativa, facilitando assim o desenvolvimento cognitivo e motor, além de possibilitar no desenvolvimento neuromotor por meio da manipulação e exploração de objetos e do próprio meio, com ações que auxiliem a execução de gestos que naturalmente fazem parte do desenvolvimento infantil, permitindo assim que a criança se aproprie da ação proposta como ato corriqueiro, reconhecendo diferentes formas, texturas, sons, cores, pesos, tamanhos, odores, e tantas outras possibilidades que podem auxiliar seu desenvolvimento cognitivo e motor, permitindo-lhe gradativo ganho de autonomia por meio do desenvolvimento cognitivo e, assim, cumprindo o papel social inicial da educação inclusiva.

RESUMO:

Palavras-Chave: 

Autonomia; Integração; Desenvolvimento motor.

Baixar texto completo

PDF_ico.png