ESTUDO SOBRE A MIGRAÇÃO E CULTURA NORDESTINA NO VALE DO JARI- AP

Osiane Fernandes do Vale de Sousa

Eronilson Mendes de Sousa

Solange Murrieta de Oliveira

Samuel Dias Nogueira da Silva

Francilene Sampaio Passos

Este artigo objetiva analisar e propiciar reflexões sobre a migração e cultura nordestina no vale do Jari-AP. Logo, esta abordagem sobre a Cultura Nordestina, ocorreu dentro de uma discussão teórica sob a perspectiva da noção de Cultura nas Ciências Sociais. A metodologia adotada está pautada na pesquisa bibliográfica, tendo como instrumento análise de referenciais teóricos de autores como: Antônio Candido (1998), Denys Cuche (1999), Clifford Geertz (1973), Castiglione (2009), Barros (2009), Gil (2007), Rayol (1992), Martins e Vanalle (1997) e Tolstoi (1983), Serricella (2016) e Martins (2008). Como resultado entende-se que a migração nordestina se deu por motivos de busca de empregos e melhores condições de vida, a qual, na maioria dos casos, não passou de ilusão e os nordestinos que não conseguiram se empregar na Empresa Jari Celulose engrossaram as massas de desabrigados e excluídos dos direitos de cidadania, como moradia adequada, emprego, educação, etc. Assim, os mesmos, sem condições de voltarem para suas terras natais ficaram por ali mesmo e ajudaram a construir o Município que atualmente se chama Laranjal do Jari.

RESUMO:

Palavras-Chave: 

Estudo; Migração; Cultura; Nordestina.

Baixar texto completo

PDF_ico.png