PERCEPÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO INFANTIL A RESPEITO DA PREVENÇÃO AO USO INDEVIDO DE DROGAS

Lígia Maria Lacava Klein

A Lei n.11.343/2006 coloca o professor como mais um dos recursos para a prevenção ao uso indevido de drogas. No entanto, muitos professores nem ao menos a conhecem e, além disso, não se acham preparados para esta função. Uma visão tradicional do que é prevenção também permeia o assunto, fazendo com que educadores entendam a prevenção como um combate às drogas à moda antiga, na qual deva haver palestras informativas e campanhas pontuais e não uma educação preventiva baseada em uma construção de um projeto de vida. As drogas sempre fizeram parte da história da humanidade e atualmente este assunto além de fazer parte de setores como da Saúde Pública, também faz parte da Educação, uma vez que já há estudos que apontam que crianças e adolescentes entre 10 e 12 anos já fazem ou fizeram uso de algum tipo de droga em algum momento da vida. Este trabalho tem como objetivo fazer uma revisão do tema, bem como uma análise sobre a percepção de professores de uma Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI), pertencente a Rede Municipal de Educação da cidade São Paulo.

RESUMO:

Palavras-Chave: 

Drogas; Escola; Prevenção.

Baixar texto completo

PDF_ico.png