O PAPEL DO GESTOR ESCOLAR NO COMBATE DA PRÁTICA DO BULLYING

Selma Aparecida Araújo Campos

O artigo trata sobre o fenômeno Bullying, como ele é dividido e como o gestor escolar pode e deve intervir para que se diminua ou até mesmo insere esse movimento violento covarde e mal. Esses fatores influenciam no processo de formação e desenvolvimento do aluno, dentro da escola e por toda a sua vida. Com base em alguns teóricos como: Fante (2005), Constantine (2004), Lorenz (1973), Charlot (2005), Lopes Neto ( 2011), Meotti; Perícoli ( 2013), Prodanov e Freitas (2013), entre outros. Apresenta-se como a violência se desenvolve no ambiente escolar com naturalidade, e como combate-la. Considera-se que o fenômeno ocorre com mais frequência do que se espera dentro da escola de forma sucinta e muito obscura procurando sempre omitir esses fatos fazendo o outro sofrer, ocasionado consequências e danos a vida. Ressalta-se a tese que o Gestor Escolar possui liderança própria e que é o espelho de sua equipe e se por meio desse espelho toda a comunidade escolar estiver pronta para atacar esse mal o sucesso do bem será inevitável.

RESUMO:

Palavras-Chave: 

Bullying; Escola; Educação; Aluno; Gestão.

Baixar texto completo

PDF_ico.png