A CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS COMO ESTÍMULO À PRÁTICA DA LEITURA NO CICLO DE ALFABETIZAÇÃO

Ana Maria da Silva

Taciana Patrícia Soares da Silva

O artigo é um estudo bibliográfico no qual predomina a investigação em material teórico sobre o assunto de interesse. Nessa perspectiva foi realizado uma pesquisa de campo de natureza qualitativa, a qual é caracterizada por investigações que, somadas às pesquisas bibliográficas e/ou documentais, se realiza coleta de dados junto a pessoas. No estudo, tratamos sobre como a contação de histórias pode incitar o estudante que está em processo de alfabetização a tomar gosto pela leitura em seu cotidiano. Objetiva-se investigar se, e de que forma, os professores alfabetizadores têm utilizado a contação de histórias como estimulo à prática da leitura no ciclo de alfabetização. Para tanto, foi realizada uma pesquisa de campo com dez professores alfabetizadores que responderam a um questionário com perguntas relacionadas à contação de histórias e sua importância para o desenvolvimento cognitivo das crianças. Os resultados da pesquisa revelam que a maioria dos docentes contam histórias no cotidiano escolar e que o ato de ouvir as narrativas tanto em casa quanto na escola traz aprendizagens positivas para a vida da criança, aprendizagens estas que nem sempre são percebidas pelos adultos que estão contando histórias, seja oralmente, seja com o apoio de um livro literário. Essa pesquisa está fundamentada na teoria de Souza (2011), Abramovich (2003), Cardoso (2016), Milléo (2008), dentre outros.

RESUMO:

Palavras-Chave: 

Professores; Contação de histórias; Crianças; Práticas de leitura.

Baixar texto completo

PDF_ico.png