NARRATIVAS E DESENVOLVIMENTO DA APRENDIZAGEM NO MUNDO SOCIAL

Patrícia de Oliveira Jorge

Ponto de apoio principal no processo de criação do imaginário infantil os contos atuam como elemento receptor e propagador de conhecimentos sobre o mundo perceptível das crianças. Talvez em muitos casos a porta de entrada para entender o mundo no qual vivem. A imaginação desperta para os estímulos que o mundo externo oferece para tanto é necessário que haja uma mediação entre os mundos, ou seja, o adulto deve oferecer à criança a possibilidade de se ver como agente ativo e pertencente ao mundo no qual está inserido. Sabemos que o intuito dos contos de fadas destoam de sua função original do momento da criação, pois elas tem muito mais teor adulto que infantil, no entanto, para o mundo contemporâneo os contos surgem como elemento agregador nas funções cognitivas e a partir do momento que eles desenvolvem visão de mundo as crianças que fazem uso de suas narrativas para dar sentido ao que as cerca ele passa a atuar como canal de percepção vital para a cognição. O presente trabalho tem a modesta função de propiciar essa visão de maneira geral contribuindo para compreender como atuam os contos nas vidas das crianças.

RESUMO:

Palavras-Chave: 

Contos; Psicanálise; Desenvolvimento; Sonhos; Vida.

Baixar texto completo

PDF_ico.png