PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DE LEITURA E ESCRITA

Elaine Cristina Garcia de Abreu da Silva

Para se alfabetizar usa-se métodos que englobam o analítico, sintético e também a proposta construtivista. A dúvida é, qual deles seria mais indicado para alfabetizar, criar alunos capazes de construir seu próprio conhecimento, ser participante e crítico na sociedade. Para tanto foi realizada uma pesquisa bibliográfica com o objetivo de mostrar que alfabetizar não é apenas ensinar a ler e escrever por meio de métodos, e sim formar alunos capazes de interagir na sociedade, propiciar caminhos para que eles aprendam, de forma consciente e consistente, os mecanismos de apropriação de conhecimentos. Assim, é possível possibilitar que os alunos atuem, criticamente em seu espaço social. A apropriação do sistema da escrita é um processo complexo, que envolve tanto o domínio do sistema alfabético-ortográfico quanto à compreensão e o uso efetivo e autônomo da língua escrita nas práticas sociais do contexto em que essas práticas são requeridas. Portanto, uma série de fatores, experiência de vida, interação social, aspecto cultural, conteúdo, situação de produção influenciam o modo de construção da escrita e da leitura da criança. Nesse sentido, o diálogo que o professor estabelece na sala com a criança, mediado pelo conhecimento, o tipo de atividade proposta, o material de leitura; influenciam no pensar e no desenvolvimento da escrita da criança.

RESUMO:

Palavras-Chave: 

Leitura; Escrita; Alfabetização.

Baixar texto completo

PDF_ico.png