O EDUCADOR COMO MEDIADOR DO ATO DE BRINCAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Denis Dias de Toledo

O presente artigo objetiva evidenciar a importância do brincar para o desenvolvimento integral das crianças em todos os aspectos físicos, sociais, culturais, afetivos e cognitivos. A intenção é analisar a mediação do professor em relação ao brincar, os referenciais teóricos que embasam a pratica pedagógica para planejar as atividades, como também saber qual importância é dada pelos docentes no momento do brincar. Acredita-se que por meio das brincadeiras, as crianças conseguem experimentar diversas sensações e curiosidades que surgem a todo momento, necessidades e desejos particulares, pois expressa a maneira como a mesma reflete, ordena, desorganiza, destrói e reconstrói o mundo. Ao brincar a criança reconstrói todo conhecimento que está em sua volta de acordo com a sua capacidade e vivencias. Neste simples fato do brincar o conhecimento de mundo se amplia, porque ela pode expressar, ou melhor, viver tudo o que sente e vê. O brincar é fundamental nos processos de desenvolvimento humano. As brincadeiras de infância são os reflexos do desafio da vida adulta.

RESUMO:

Palavras-Chave: 

Educação Infantil; Mediação; Brincar; Professor.

Baixar texto completo

PDF_ico.png