EJA: A CONSTRUÇÃO DA EQUIDADE NUMA COMUNIDADE DE ASSENTAMENTO DA FAZENDA REUNIDAS NA CIDADE DE PROMISSÃO

Luciene Lopes da Silva

Muito se tem debate em relação à Educação de Jovens e Adultos, principalmente da oportunidade de reparar um erro social do passado e reconquistar a igualdade, o direito do acesso à escola novamente, cuja finalidade em readquirir a competência de leitor e escritor do mundo em que vive. Há muito especialistas vêm trabalhando no sentido de encontrar didáticas, currículo e estratégias apropriados para um ensino-aprendizagem voltado para esse tipo de clientela. Nossa pesquisa teve por objetivo constatar por meio de referenciais históricos, bibliográficos e questionários para o Coordenador, Professores e alunos se realmente a criação do EJA nesta comunidade está agregando a seus membros a equidade, já que existe todo um contexto sócio-econômico-social e político peculiar, que exige um ensino capaz de atuar nesse campo, pois equidade consiste na adaptação da regra existente à situação concreta, observando-se os critérios de justiça. Pode-se dizer, então, que a equidade adapta a regra a um caso específico, a fim de deixá-la mais justa.

RESUMO:

Palavras-Chave: 

EJA; Assentamento; Equidade.

Baixar texto completo

PDF_ico.png