DIREITO À EDUCAÇÃO NO BRASIL:
UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA E O (DES)CASO AOS NEGROS

Adrilene Braga Tiba

Os Jesuítas inauguraram no Brasil recém descoberto pelos portugueses o sistema educacional. Os índios foram seus primeiros alunos e uma educação com características religiosas tomava conta do sistema educacional daquele momento. Só com a expulsão dos Jesuítas, pelo Marques de Pombal, foi que o Brasil assumiu um sistema educativo laico. Os negros escravizados não tiveram direito à educação no Brasil, porém, com a abolição da escravatura, esse direito fora conquistado por eles mesmo. Por meio de organizações sociais, os negros puderam pensar em estratégias educativas para a instrução de seus pares. Uma das ferramentas que vital importância para esse processo foram os jornais, publicados e editados pelos negros no Brasil. Intentava-se com isso, chamar a atenção dessa população para a importância de se educar e se igualar ao elemento não negro. Ademais, buscava-se uma equidade social no Brasil, além, é claro, de dirimir o preconceito racial que tomava conta, naquela época, da sociedade brasileira.

RESUMO:

Palavras-Chave: 

Direito à educação; Educação; Imprensa Negra.

Baixar texto completo

PDF_ico.png