INCLUSÃO SOCIAL E O ENSINO DE ARTES VISUAIS

Gláucia Larosa Delgado

Vivenciamos uma fase, na qual muito se refere a educação e a inclusão social. No que diz respeito a obrigatoriedade a legislação é explicita, no entanto não basta apenas a inserção dos alunos com necessidade educacional, é precioso ir além, buscar e criar meios para que todos possam desenvolver suas capacidades em face ao ensino aprendizagem. Frente a essa temática o estudo busca refletir sobre o desenho infantil, de modo que o mesmo nos possibilite identificar sua influência norteadora no pensamento e no desenvolvimento da criança no início da vida escolar e a inclusão daqueles que possuem necessidades especiais. Sabendo-se da importância que o desenho tem para o desenvolvimento da criança o estudo busca uma releitura sobre autores consagrados e que defendem essa linha de pesquisa, norteado em referenciais buscamos compreender as inúmeras interpretações passíveis de serem feitas nos desenhos infantis. Objetiva-se buscar metodologias e discutir o conceito de infância e os diferentes modos de linguagem que envolve a Arte e a alfabetização. Embasados nas teorias de grandes autores será apresentado a importância acerca da inclusão social. Aborda-se as especificidades do desenho infantil de forma, a saber, como estimular as crianças, visando uma melhor progressão do seu desenvolvimento cognitivo e sócio afetivo. Por meio de pesquisas busca compreender esse paradigma e objetiva-se apresentar uma reflexão acerca dos conceitos e preceitos da legislação e da prática pedagógica vinculada no campo da arte visual enfatizando o desenho.

RESUMO:

Palavras-Chave: 

Desenho Infantil; Inclusão Social; Grafismo; Educação Inclusiva.

Baixar texto completo

PDF_ico.png