INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA E INCLUSÃO DOS DEFICIENTES MENTAIS NA ESCOLA COMUM

Luciane Meire dos Santos

O deficiente mental possui várias dificuldades: psicomotoras, sensoriais, nas relações sociais, de autonomia e linguagem. A escola de ensino regular deve incluir as crianças com deficiências, de modo a permitir sua condição de sujeito ativo oferecendo possibilidades de interações, brincadeiras e múltiplas formas de manifestações culturais. Dessa forma, as intervenções pedagógicas devem ser planejadas pensando-se nas limitações desse aluno, adaptando o programa de ensino às suas capacidades de aprendizagem. A inclusão deve garantir a todas as crianças o acesso à aprendizagem por meio de todas as possibilidades de desenvolvimento que a escolarização oferece. Portanto, é fundamental a utilização de estratégias pedagógicas e recursos de acessibilidade ao currículo que atendam as necessidades educacionais destes alunos, como também alternativas relativas à organização, planejamento e avaliação da aprendizagem. A diversidade deve ser reconhecida, valorizada e respeitanda dentro da cultura da infância, vivenciado por meio do brincar e do cuidar num ambiente que contemple a equidade em suas práticas.

RESUMO:

Palavras-Chave: 

Deficiente mental; Inclusão; Aprendizagem.

Baixar texto completo

PDF_ico.png