(AUTO)BIOGRAFIA:
ESCRITAS DE SI E ESCRITAS DE OUTRO NO IMAGINÁRIO DE FORMAÇÃO

Lucinéia Contiero

Humberto José Lourenção

Este artigo discute aspectos de categorias do gênero biográfico utilizadas no campo educacional como construto de formação docente: a autobiografia, a memória, o diário. Importa a esta abordagem investigar as subespécies do gênero atentando para a pertinência da promoção da verossimilhança narrativa e sua implicação para a representatividade da construção identitária e do conceito reflexivo-critico-transformador. Tencionamos abordar os parâmetros factuais da construção memorialística que muito tem servido de base científica, na atualidade, como sistematização bibliográfica sobre a profissão docente. Para tanto, servimo-nos do apoio teórico de autores fundamentais como Ricouer(2007), Lejeune(2008), Foucault(2007), Bachelard(2008),entre outros.

RESUMO:

Palavras-Chave: 

Autobiografia; Verdade factual; Trajetórias de formação docente.

Baixar texto completo

PDF_ico.png