PRÁTICAS LEITORAS DE ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO NA EDUCAÇÃO INFANTIL E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA PROCESSO DE ENSINO – APRENDIZAGEM

Raquel Trindade dos Santos de Jesus

O artigo traz à luz a necessidade de valorizar e evidenciar os benefícios das práticas de alfabetização e letramento na Educação Infantil vislumbra revelar as contribuições desta prática no processo de ensino – aprendizagem para as crianças desde muito pequenas, e também para manifestar as benfeitorias da leitura, contação de história, exploração de contos e de diversos portadores de textos na Educação Infantil. A prática leitora impulsiona desenvolvimentos posteriores à infância nas construções pessoais, mentais, psíquicas e intelectuais desse ou aquele pequeno que teve acesso a tais vivências. As ações de práticas leitoras são recursos e subsídios de construção da Alfabetização e Letramento na primeira e na segunda Infância. Ao adentrar os muros escolares a criança se depara com situações diferentes de suas vivências familiares, realiza descobertas de outros mundos inclusive: das emoções nunca antes sentidas ou despertadas, provocadas pela convivência. As multiplicidades de experiências de alfabetização e letramento com contos e histórias coloca a criança como ator social, capaz de ser protagonista de suas aprendizagens, construtora de saberes, criadores de hipótese, ressignificar o mundo em seu entorno, manifestar suas emoções, desejos, atuar na resolução de conflito, imaginar, elaborar e sonhar. Cabe ao professor ser entusiasta destas descobertas e possibilidades.As práticas de leituras de contos, contação de histórias na Educação Infantil favorecem o desenvolvimento psíquico, social e emocional da criança. Além de possibilitar o conhecimento do mundo das letras, dos códigos, e o contato com universo letrado.

RESUMO:

Palavras-Chave: 

Leitura; Escrita; Alfabetização; Letramento; Aprendizagem.

Baixar texto completo

PDF_ico.png