A INFLUÊNCIA DA EMOÇÃO NO APRENDIZADO:
O CÉREBRO PRECISA SE EMOCIONAR PARA APRENDER

Maísa Amaral Dietrich

O presente artigo analisa a influência da emoção no aprendizado, sobre o cérebro precisar se emocionar para aprender. Com base nessa temática estuda-se sobre os fundamentos da neuropsicopedagogia e suas contribuições para a educação e aprendizagem. Sendo a justificativa para esta pesquisa a pretensão de aumentar os conhecimentos sobre o tema para aplicação posterior na vida prática. Ao estudar sobre a neuropsicopedagogia e sua contribuição com a educação e aprendizagem, realizando estudos sobre o cérebro e com este se comporta diante da emoção para aprender, percebe-se que esta está relacionada ao entendimento de que os educadores são degraus necessários, que os aprendizes precisam escalar para alcançar seus objetivos. Nesse sentido, os professores que estão preparados com o conhecimento do funcionamento do cérebro terão o incentivo e a motivação para contribuir e aplicar suas descobertas em sala de aula. Sendo correto afirmar ainda que os professores podem ajudar os estudantes a desenvolver seu potencial cerebral, independentemente do seu desempenho anterior. Por meio do estudo bibliográfico percebeu-se que temos as oportunidades, como educadores para ajudar os estudantes a mudar seus cérebros e a inteligência. Dessa forma, o trabalho se desenvolve de maneira estruturada na revisão bibliográfica, por meio de pesquisas em diversos meios, como em livros, periódicos e artigos científicos e acadêmicos relacionados ao tema.

RESUMO:

Palavras-Chave: 

Baixar texto completo

PDF_ico.png