PSICOMOTRICIDADE: POSSIBILIDADES E DESAFIOS PARA O DESENVOLVIMENTO DE CRIANÇAS COM TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA (TEA)

Celeste Nascimento Cruz

Existe grandes dificuldades relativas aos docentes no que tange ao
desenvolvimento de atividades psicomotoras para alunos autistas. Sendo
assim, o presente estudo tem por objetivo pesquisar e contextualizar, a
partir de uma pesquisa teórica, a relevância da Psicomotricidade, sobretudo,
das atividades psicomotoras para o desenvolvimento de crianças acometidas
pelo Transtorno do Espectro Autista (TEA). A metodologia utilizada foi de
caráter bibliográfico, e, buscou-se como subsídio autores como: Cunha; Zino
e Martin Ischkanian(2014);Le Boulch(2002), entre outros. Foi possível
constatar que o autismo é caracterizado por atrasos no desenvolvimento da
linguagem, na interação social, comportamentos e interesses repetitivos que
geram déficits de aprendizagem. Desse modo, a Psicomotricidade apresenta-
se como possibilidade e desafios ao educador uma vez que, esta área de
conhecimento investiga e atua nas relações entre corpo, mente e movimento,
de forma que possa colaborar, atuando nestes atrasos do desenvolvimento
com intuito de minimizar estes déficits de aprendizagem.

RESUMO:

Palavras-Chave: 

Baixar texto completo

PDF_ico.png