O ENSINO DA LÍNGUA PORTUGUESA NAS ESCOLAS DA REDE PÚBLICA DO ESTADO DE ALAGOAS

Mary Hellen Silva de Melo

RESUMO:

Este artigo tem por finalidade analisar os essenciais desafios, objeções, conflitos e perspectivas dos docentes que atuam no ensino da rede pública, incluindo algumas concepções de língua/linguagem e de gramática, oriundas das pesquisas em linguística, e, com isso, exercer novas práticas pedagógicas com relação ao método de ensino e aprendizagem da disciplina de Língua Portuguesa. Desse modo, executamos uma pesquisa em turmas de escolas da rede pública no município de Palmeira dos Índios-AL Brasil, na qual realizamos aulas, acompanhamento motivacional, psicológico, oficinas e provas. Como abordagem metodológica, adotamos a pesquisa qualitativa, nos moldes da Etnografia. Fundamentamos a pesquisa com base no teórico Cavalcante (2008), e Marcuschi (2001), dentre outros. Discutimos a realização das pesquisas apontadas para o trabalho docente, praticado por professores que lecionam Língua Portuguesa. , além disso, e sobretudo, para o docente de Língua Portuguesa, a quem geralmente se outorga o fracasso em relação ao mal desempenho do alunado. Ainda assim, observamos a necessidade de estudos voltados para os conflitos e perspectivas que tal professor está presenciando para fundamentar o ensino da Língua Portuguesa. As considerações apresentam que os docentes se sentem pressionados a transformar suas práticas apontadas para o ensino da Língua Portuguesa, sobretudo, após cursos de atualização que são ofertados pela Secretaria de Educação do Estado de Alagoas.

Palavras-Chave: 

Fundamentos; Concepção de Linguagem; Ensino de Língua Portuguesa.

Baixar texto completo

PDF_ico.png