DISLEXIA: POSSIBILIDADES E DESAFIOS PARA PSICOPEDAGOGIA

Alessandra Fabiana Coimbra Carvalho Latorraca

RESUMO:

Este artigo tem como objetivo indicar alguns fatores que influenciam no surgimento da dislexia como uma dificuldade inesperada na aprendizagem da leitura e escrita; bem como, indicar subsídios para identificação dessa dificuldade apresentada e modos de intervenção no processo de aprendizagem; o psicopedagogo deverá criar situações de aprendizagem desafiadoras, visando à recuperação da criança disléxica. Destaca, também, a importância do diagnóstico precoce; pois, quanto antes confirmado, maiores serão as chances de recuperação das dificuldades enfrentadas pelo disléxico, da sua autoestima e sua inserção no mundo social. Atenta para a importância da participação de todos os envolvidos no processo de tratamento da criança com dislexia, bem como, para o uso de estratégias, em alguns casos, durante a intervenção, pois, é preciso que a família desta criança e a equipe multidisciplinar envolvidas nesse trabalho, reflitam constante e conjuntamente para poderem resgatar e desenvolver no sujeito a confiança na sua potencialidade, na relação “professor x educador” e fazer com que readquira sua autoconfiança, que é indispensável para seu crescimento cognitivo. Ressaltamos a importância do acompanhamento psicopedagógico, cujo objetivo básico é possibilitar ao disléxico a aprendizagem; ou seja, evitar que os sintomas próprios da dislexia inviabilizem não apenas seu aprender, como também, sua convivência no contexto escolar, familiar e social.

Palavras-Chave: 

Dislexia; Distúrbio de Aprendizagem; Intervenção Psicopedagógica.

Baixar texto completo

PDF_ico.png