A LUDICIDADE COMO FERRAMENTA INCLUSIVA DO ALUNO AUTISTA:
A INCLUSÃO DE FATO E DE DIREITO

Márcia Messias da Silva Souza

RESUMO:

É fato que o espectro autista envolve transtornos de múltipla abrangência psicossocial que contribuem para sua exclusão social. O fato do acesso obrigatório as instituições de ensino e a inserção de alunos autistas em ambiente escolar, não garante sua inclusão necessária para a promoção de seu desenvolvimento. Acredita-se que a interatividade presente em ambientes escolares é fundamental neste processo, o que torna a sua inclusão altamente necessária, porém a alta complexidade do universo autista requer a capacitação do educador, participação dos demais alunos dentro da compreensão e aceitação do diferente e ferramentas que possam contribuir com a interatividade, o que torna a ludicidade uma ótima opção para a prática inclusiva de fato.

Palavras-Chave: 

Aluno Autista; Ludicidade; Inclusão.

Baixar texto completo

PDF_ico.png