EDUCAÇÃO BILÍNGUE
FORMANDO CIDADÃOS DO MUNDO

Ana Paula Baldez Sousa Parise

Diante da mundialização cultural que nosso planeta vive hoje, conjuntamente com a globalização da economia, muito útil se faz o aprendizado de novas línguas e novas culturas, que não aquelas que se adquire por meio do processo primário de socialização, que é o que se dá em nossa educação familiar. Frente ao crescimento cada vez maior da demanda - especialmente daquelas pessoas pertencentes às classes mais elevadas de nossa sociedade - por essa possibilidade de aquisição de uma “segunda Língua e uma segunda cultura”, várias escolas têm-se proposto a oferecer um ensino bilíngue e bicultural, com objetivo de propiciar aos seus escolares a possibilidade de apreensão de idiomas, saberes e costumes atinentes a outras sociedades. Em muitas cidades do Brasil vemos escolas oferecendo cursos bilíngues e biculturais em Português-Inglês, Português-Italiano, Português-Alemão, Português-Japonês e muitas outras, inclusive Português-Espanhol, pois vivemos num país latino americano, em uma tentativa de suprir essa nova necessidade do mercado.

RESUMO:

Palavras-Chave: 

Educação; Bilíngue; Formação Cidadã.

Baixar texto completo

PDF_ico.png