BREVE ESTUDO DA PROPOSTA CURRICULAR DA EDUCAÇÃO INFANTIL
NA DÉCADA DE 70 E SUAS INFLUÊNCIAS NO CURRÍCULO ATUAL

Luciane Santos Vaz

Este artigo propõe analisar e refletir sobre as influências do currículo da Educação Infantil
da prefeitura municipal de São Paulo, produzido na década de 70. Baseamo-nos,
principalmente, nos autores Oliveira (2002), que trata especificamente da história da
Educação Infantil no Brasil e na Europa, Ghiraldelli Jr. (2003), que trata da história da
Educação no Brasil, por um viés filosófico, Aranha (2006), que trata da História da
Educação no Brasil e na Europa, e ainda em Moreira (2005), no que diz respeito ao
conceito de currículo e nos Referenciais Curriculares Nacionais para a Educação Infantil
(1998), que norteiam a Educação Infantil brasileira, seguindo as propostas do Ministério
da Educação e da Cultura - MEC - a fim de fundamentarmos a pesquisa. O presente
artigo trata-se de uma pesquisa de abordagem histórica, de cunho qualitativo e análise
documental, estruturada em breve o contexto histórico da Educação relacionando com a
Educação Infantil, desde o Brasil colonial até o regime militar, definição e função de
currículo, a proposta curricular de Educação Infantil da década de 70 e os Referenciais
Curriculares Nacionais para a Educação Infantil; analise do documento da Prefeitura
Municipal de São Paulo, referente ao ano de 1975 conforme as categorias de análise
elegidas: função da Educação infantil no início dos parques infantis, filosofias de
pensamento que contribuíram para concepções pedagógicas dos parques infantis, caráter
assistencial dos parques infantis, a política da década de 70 as transformações do
currículo da Educação Infantil, as influências do currículo da década de 70 e as suas
concepções sobre a criança.

RESUMO:

Palavras-Chave: 

Contexto histórico; Currículo; Assistencialismo; Regime militar.

Baixar texto completo

PDF_ico.png