A PRÁTICA MUSICAL NAS ESCOLAS

Elaine Caroline de Freitas

RESUMO:

Este artigo tem como objetivo avaliar criticamente o que já foi publicado em educação musical e o que pode ser feito para que esta prática seja aplicada de forma contextualizada no âmbito escolar indo, então, além da sua existência devido à aprovação de lei própria para este fim. Assim sendo, observa-se a importância da música desde a antiguidade e seu percurso histórico, a criança no ventre materno e os sons característicos desta fase intrauterina, as atividades sonoras e musicais realizadas após nascimento e o vínculo e poder que estas contêm para impedir ou amenizar transtornos de desenvolvimento. O fazer musical contextualizado é reflexo da aplicação da diversidade existente, recurso de criação, expressão e interpretação, por meio da escuta, canto ou dança do cancioneiro infantil tradicional, das músicas regionais brasileiras, da expressão corporal com objetos cotidianos, com acervo instrumental e do registro de partituras. É relevante indicar os itens que compõem este fazer musical e os resultados que são alcançados desta forma para que todas as disciplinas do currículo escolar sejam valorizadas igualmente.

Palavras-Chave: 

Educação musical; Prática musical escolar; Contexto critico; Legislação.

Baixar texto completo

PDF_ico.png