A INCLUSÃO E INTERAÇÃO DO ALUNO SURDO NOS ANOS INICIAIS.

Danielle Gonçalves Rabello

RESUMO:

A linguagem é o veículo utilizado pelo homem para se comunicar com o mundo. Essa interação com o outro ocorre por meio da fala. Sem ela as relações humanas tornam-se limitadas, porém não impossível. Isso significa que o indivíduo que apresenta certo grau de surdez consegue se comunicar também, pois existem outros meios de comunicação além da fala. A inclusão do aluno surdo na sala de aula e o despreparo do professor têm causado transtornos no aprendizado das matérias no qual tem proporcionado dificuldades no relacionamento com os demais alunos da classe, ficando o trabalho pedagógico, desta forma, prejudicado e aquém das necessidades apresentadas por ele. Fato que tem sido polêmico nos nossos dias. Conhecer a história do aluno surdo desde os tempos primórdios; saber como era a educação nos séculos passados; quando a sociedade veio a se interessar pela sua educação e quais providências foram tomadas pelos governos e sociedade daquela época se faz necessária nos dias atuais, para ajudar a entender o comportamento da criança surda, no momento da sua inclusão e integração dentro do ambiente escolar. Neste presente trabalho abordaremos a inclusão de crianças com deficiência auditiva na escola, nos anos iniciais. Tem como objetivo ressaltar os problemas vivenciados pelos alunos surdos dentro da sala de aula, tais como preconceito e dificuldades na aprendizagem das matérias e da socialização com os demais.

Palavras-Chave: 

Inclusão; Integração; Interação; Preconceito; Socialização.

Baixar texto completo

PDF_ico.png