FORMAÇÃO DE PROFESSORES ENQUANTO DESENVOLVIMENTO PESSOAL: CONTRIBUIÇÕES DA PSICANÁLISE

Luzineide de Sousa dos Santos Vieira

Este artigo discute a proposta de formação de professores, postulada a partir dos desdobramentos de pressupostos psicanalíticos, mediante uma pesquisa bibliográfica. A formação pedagógica de orientação positivista, centrada apenas na técnica, na cognição e nos demais processos em nível de consciente não dá conta da complexidade inerente às relações intersubjetivas que se estabelecem entre professor, aluno e conhecimento, pois estas são perpassadas por processos transferenciais e contratransferenciais, por sua vez influenciados por processos inconscientes. A perspectiva psicanalítica pressupõe a formação da pessoa do professor, no sentido de desenvolver recursos psicológicos relacionados à personalidade, favoráveis a um melhor enfrentamento das dificuldades encontradas na prática docente. A autora coloca em pauta: postulações psicanalíticas acerca da concepção de sujeito e suas implicações na formação dos professores, processos transferenciais e contratransferenciais implicados na relação professor-aluno-conhecimento, as implicações dos desdobramentos teóricos psicanalíticos sobre a formação dos professores e, por fim, aponta possíveis dispositivos de escuta e formação docente sob o viés psicanalítico.

RESUMO:

Formação de professores; Psicanálise; Relação professor-aluno-conhecimento; Transferência; Contratrasferência.

Palavras-Chave: 

Baixar texto completo

PDF_ico.png