A IMPORTÂNCIA DO LETRAMENTO NA EDUCAÇÃO BÁSICA, COM ÊNFASE NO DESENVOLVIMENTO DE MECANISMOS QUE INCENTIVAM A PRÁTICA DE PRODUÇÃO TEXTUAL NA EDUCAÇÃO PÚBLICA

Cristiane Santos Silva Lahdo

Resumo

As práticas de escrita em sala de aula enfrentam dificuldades decorrentes das raízes de concepções vinculadas a aspectos formais de linguagem, ortografia e verso, em detrimento da produção de textos. A sociedade do conhecimento exige a formação de cidadãos capazes de fazer uso da escrita como instrumento de aprendizagem e sobrevivência. Nesse sentido, a formação de professores é um elemento fundamental para a transformação da cultura predominante nas escolas. Os primeiros indícios mostram que esse é um problema que permeia a sociedade em geral e se reflete nos professores em formação, nos professores em serviço e em geral nos alunos de todos os níveis de ensino. A etnografia é a ferramenta para aproveitar as boas práticas e as características dos espaços de formação que potencializam a geração de ambientes de aprendizagem em sala de aula, capazes de contribuir para a formação de escritores competentes no sentido de aprender a aprender. Os achados iniciais mostram que a escrita de textos relacionados à cultura e ao contexto constitui uma oportunidade para a formação de escritores autônomos. Para isso, é essencial a geração de espaços relevantes para a formação de professores.

Palavras-Chave: 

Formação de Professores; Redação; Educação Básica; Ensino.

PDF_ico.png