A TECNOLOGIA EDUCACIONAL APLICADA NA DEFICIÊNCIA INTELECTUAL

Gisele Marchezetti Petená

Resumo

Ao observar alunos neurodiversos no ensino regular, nota-se que os métodos pedagógicos aplicados são insuficientes para que haja uma aprendizagem apropriada e mais significativa para todos os alunos. A inclusão educacional nessa era tecnológica deve ser permeada por novos meios que possibilitem o conhecimento e o aprendizado de forma mais prazerosa possível. A tecnologia educacional, quando aplicada aos deficientes intelectuais, atua como agente facilitador no processo ensino-aprendizagem, ocorrendo assim a inclusão. Para reforçar os argumentos expostos ao longo deste artigo, foram utilizados como referenciais teóricos diversos autores, como: Mantoan(2001) Kenski(2007), entre outros, metodologicamente optou-se pela abordagem qualitativa.

Palavras-Chave: 

Neurodiversidade; Inclusão; Deficiência Intelectual; Tecnologia Educacional.

PDF_ico.png